Casa do Contabilista   /   Artigos   /   27/08/2012 - Empresas "novatas" geram mais empregos no comércio, diz IBGE

Enquete

Últimas Notícias

27/08/2012 - Empresas "novatas" geram mais empregos no comércio, diz IBGE

As chamadas empresas "novatas", que ingressaram no mercado em 2010, foram responsáveis pela abertura de 1 milhão de empregos --36% deles gerados no comércio, segundo a pesquisa "Demografia das Empresas", divulgado pelo IBGE nesta-segunda-feira.
 
Já a "taxa de mortalidade" (percentual de empresas que fecham ao fim de um ano de existência) das empresas caiu de 2009 para 2010: de 17,7% para 16,3% --o que correspondeu a 736 mil firmas. Considerando um período maior, de três anos, esse percentual subia para 48,3%.
 
De 2009 para 2010, o número de empresas ativas no país cresceu 6,1% (262 mil). O emprego, por seu turno, avançou num ritmo mais acelerado: 9,1% (2,6 milhões de pessoas).
 
Já o número de empresas de alto crescimento aumentou 7,7% em 2010, e o de empresas "gazelas", 5,2%. Comércio foi a atividade com maior participação dentre as empresas de alto crescimento: 26,6%.
 
Empresas de alto crescimento são aquelas com crescimento médio do pessoal assalariado maior a 20% ao ano, por um período de três anos e com dez anos de existência. São chamadas de empresas "gazelas" as de alto crescimento, mas com oito anos no mercado.
 
Em 2010, havia 33.320 empresas de alto crescimento --7,9% do total de empresas com dez anos, mesma taxa de 2009. Já as empresas "gazelas" totalizaram 12.427 empresas e uma taxa de 7,2%, abaixo da observada em 2009 (7,4%).
 
O pessoal assalariado nas empresas de alto crescimento saltou de 1,8 milhão em 2007 para quase 5,0 milhões de pessoas em 2010, um aumento de 175,4% que representou 3,2 milhões de novos empregos.
 

Fonte: Jornal Folha de São Paulo


Av. Capitão Salomão, 280 - Campos Eliseos - Ribeirão Preto SP - 14080 210
Fone 16. 3625 7159  |  comunicacao@casadocontabilista.org.br
Desenvolvido pela TBrWeb
Este site atende aos padrões W3C (XHTML / CSS)